Sistema
de alerta nacional

Sistema
de alerta nacional

Sistema
de alerta nacional

pavian_mesto

Por que instalar um sistema nacional de alerta

Os países constroem os sistemas de alerta à população contra as ameaças de carácter geral.  No passado, era principalmente ameaça militar (guerra, bombardeio, ataques com mísseis)  e ameaça resultantesde catástrofes naturais (inondation, tsunami, tremblement de terre). Com a produção industrial moderna surgiu uma ameaça de acidentes industriais e com a situação atual no mundo também o perigo de ataques terroristas.

Os países, representados pelas respetivas instituições, dispõem de planos diferentes de resposta às situações de emergência causadas pelas ameaças acima mencionadas que definem os procedimentos e as medidas a serem adotados pelas pessoas competentes. Eles também incluem os procedimentos para advertência pública por meio dos sistemas de alerta acústicos. Apesar da existência e utilização doutras formas de entrega de alertas à população vulnerável, como a televisão, rádio ou celulares, os sistemas de alerta que usam as sirenes eletrónicas com a própria infraestrutura de comunicação representam o meio de aviso público mais fiável e mais eficiente na área afetada.

Por que instalar um sistema nacional de alerta

Os países constroem os sistemas de alerta à população contra as ameaças de carácter geral.  No passado, era principalmente ameaça militar (guerra, bombardeio, ataques com mísseis)  e ameaça resultantesde catástrofes naturais (inondation, tsunami, tremblement de terre). Com a produção industrial moderna surgiu uma ameaça de acidentes industriais e com a situação atual no mundo também o perigo de ataques terroristas.

Os países, representados pelas respetivas instituições, dispõem de planos diferentes de resposta às situações de emergência causadas pelas ameaças acima mencionadas que definem os procedimentos e as medidas a serem adotados pelas pessoas competentes. Eles também incluem os procedimentos para advertência pública por meio dos sistemas de alerta acústicos. Apesar da existência e utilização doutras formas de entrega de alertas à população vulnerável, como a televisão, rádio ou celulares, os sistemas de alerta que usam as sirenes eletrónicas com a própria infraestrutura de comunicação representam o meio de aviso público mais fiável e mais eficiente na área afetada.

pavian_mesto

Descrição do sistema nacional de alerta

Esta solução excecional e complexa emprega toda a tecnologia do portfólio de produtos completo de Telegrafia. Dentro de poucos segundos, o sistema permite a ativação de qualquer sirene ou grupo de sirenes (conforme os direitos de acesso) a partir de qualquer centro de alerta e aviso em todo território nacional.  Dentro duns minutos o sistema informa se a ativação foi bem-sucedida. Podem ser ativadas tanto as sirenes nacionais como as sirenes dos sistemas de alerta autónomos operados pelas empresas industriais e equipados de interface para a comunicação com o sistema nacional.  Os centros de alerta e aviso estão equipados do software Vektra® para o comando das redes de sirenes e a automatização dos processos que se realizam após a declaração de emergência.

O sistema de alerta e notificação cobre todo o território do país e consiste de:

  • centro principal de alerta e aviso a nível nacional
  • centro de alerta e aviso a nível regional
  • centros de alerta e aviso móveis
  • infraestrutura de comunicação que interliga os centros de alerta e aviso individuais
  • infraestrutura de comunicação por rádio para a monitorização e controle das sirenes que opera nas frequências de rádio dedicadas (principal canal de comunicação)
  • infraestrutura de comunicação RDS que usa transmissores de radiodifusão sonora (canal de comunicação secundário, de reserva)
  • uma rede de milhares de sirenes Pavian
  • sistemas autónomos de alerta construídos e operados pelas entidades industriais ameaçadores
Sistema de alerta nacional

Descrição do sistema nacional de alerta

Esta solução excecional e complexa emprega toda a tecnologia do portfólio de produtos completo de Telegrafia. Dentro de poucos segundos, o sistema permite a ativação de qualquer sirene ou grupo de sirenes (conforme os direitos de acesso) a partir de qualquer centro de alerta e aviso em todo território nacional.  Dentro duns minutos o sistema informa se a ativação foi bem-sucedida. Podem ser ativadas tanto as sirenes nacionais como as sirenes dos sistemas de alerta autónomos operados pelas empresas industriais e equipados de interface para a comunicação com o sistema nacional.  Os centros de alerta e aviso estão equipados do software Vektra® para o comando das redes de sirenes e a automatização dos processos que se realizam após a declaração de emergência.

O sistema de alerta e notificação cobre todo o território do país e consiste de:

  • centro principal de alerta e aviso a nível nacional
  • centro de alerta e aviso a nível regional
  • centros de alerta e aviso móveis
  • infraestrutura de comunicação que interliga os centros de alerta e aviso individuais
  • infraestrutura de comunicação por rádio para a monitorização e controle das sirenes que opera nas frequências de rádio dedicadas (principal canal de comunicação)
  • infraestrutura de comunicação RDS que usa transmissores de radiodifusão sonora (canal de comunicação secundário, de reserva)
  • uma rede de milhares de sirenes Pavian
  • sistemas autónomos de alerta construídos e operados pelas entidades industriais ameaçadores
Sistema de alerta nacional

O centro principal nacional de alerta e aviso

O centro principal nacional de alerta e aviso representa o supremo centro de controle no quadro do sistema completo.  O sistema é totalmente apoiado por baterias e funciona mesmo depois duma falha de energia. Permite o comando de todas as sirenes no país, incluindo aquelas que pertencem aos sistemas de alerta autónomos. Está equipado do software Vektra® que assegura a monitorização do estado de toda a tecnologia (das sirenes e da infraestrutura de comunicação), o comando das sirenes e a automatização das atividades de comando durante o serviço normal do centro e após declaração de uma emergência. Trata-se de comunicação normal dos centros entre si, entre os centros e as empresas industriais e, após a declaração duma emergência, sobretudo de aviso das pessoas e instituições competentes por telefone celular, e-mail e mensagens SMS. O centro garante também o registo de toda a comunicação por telefone e por rádio na infraestrutura de comunicação.

Infraestrutura de comunicação por rádio para o comando das sirenes

A infraestrutura de comunicação por rádio serve para controle e monitorização do estado das sirenes. É construída com base nas unidades de comunicação SMART e trabalha nas frequências reservadas. Todos os seus elementos são operacionais durante 72 horas após a falha de energia. Também inclui sirenes equipadas com um modem de rádio, que também pode servir como uma estação de retransmissão.

Centros de alerta e aviso locais

Os centros de alerta e aviso locais são os postos de trabalho totalmente autónomas garantindo, por padrão, as mesmas atividades assim como o centro principal, embora restritas à respetiva região. Esta restrição depende apenas dos direitos de acesso, de modo que cada um dos centros de alerta pode assumir a função do centro principal ou outro centro de alerta e aviso.  Em caso de interrupção da conexão com o centro de alerta e aviso principal, todos os centros locais são plenamente autónomos e capazes de cumprir todas as funções dentro do seu/o respetivo território.

Infraestrutura de comunicação RDS para o comando das sirenes

Os sinais de transmissores de rádio na faixa VHF cobrem praticamente todo o território povoado do país. Incluem também uma sinalização RDS usada para controlar as sirenes. Os centros de alerta e aviso individuais entram nas vias de modulação destes transmissores, podendo – por meio deles – comandar as sirenes. Podem pô-las no regime em que elas comunicam o mesmo que os recetores de rádio, ou entrar na emissão de rádio com aviso do centro de alerta. Este método é muito eficaz quando usado para informar a população em casos de emergência.

Infraestrutura de comunicação para a interligação dos centros de alerta e aviso

Os centros de alerta e aviso individuais são interligados por meio duma linha dedicada com reserva de emergência. Esta interligação de computadores nos centros num sistema integrado permite a sincronização de dados entre os centros e, ao mesmo tempo, cria a hierarquia necessária do comando do sistema.

Sirenes eletrónicas Pavian

Como elemento acústico final são usadas as sirenes eletrónicas tipo Pavian. Essas são projetadas de modo que a área povoada seja coberta por um sinal acústico com uma pressão acústica exigida.  Na maioria dos países, é a legislação que define a área povoada e o valor da pressão acústica desejado dependendo do ruído de fundo de um respetivo território.  Em vista de exigências extremas em relação à fiabilidade do sistema, é aproveitado praticamente todo o potencial funcional desta série, sobretudo as suas funções de auto-ensaio.

Sistemas de alerta autónomos dos geradores de perigo público

Os sistemas de alerta autónomos dos geradores de perigo público são os sistemas de alerta independentes construídos pelos ameaçadores públicos (operadores de represas, centrais elétricas, empresas industriais, etc.) que no caso de uma emergência causada por eles alertam a população no território em perigo.  Apesar de se tratar dos sistemas de alerta locais independentes, cada sirene é equipada de um módulo que pode ser controlado por rádio por meio do sistema RDS a partir do sistema de alerta nacional e usado também em caso de emergências não causadas pelas entidades geradoras de perigo.  Os sistemas de alerta autónomos dos ameaçadores públicos são conectados ao sistema de alerta nacional, de modo que o posto de controle do sistema nacional é automaticamente informado de qualquer ativação local das sirenes.